Semana de Alta Costura de Paris – TOP 3!

Na semana passada um seleto grupo de marcas apresentaram suas coleções na Semana de Alta Costura de Paris 2019, e esta, rendeu muitos comentários e reflexões. Mas antes de tudo, alguns esclarecimentos são necessários:

O que é alta costura?

A alta costura é caracterizada pelo trabalho artesanal, ou seja, aquele feito a mão, onde as peças são únicas e feitas sob medida. O intuito da alta costura é celebrar o sonho, a habilidade técnica e criativa de cada marca.

Quem deseja adquirir alguma dessas peças, deve estar preparado para desembolsar uma pequena fortuna, porém por ter uma diminuta clientela (estima-se que cerca de 4000 clientes (no mundo) entre celebridades e super ricos), essas coleções não apuram um lucro substancial para a marca; mas é a coleção de alta costura que agrega valor aos outros produtos da marca.

Quem faz parte da alta costura?

Há uma série de pré requisitos para uma “maison” ser considerada de Alta Costura, como por exemplo; ter um atelier em Paris, empregar pelo menos 20 artesãos, apresentar uma quantidade mínima de looks por coleção, entre outros requisitos. Entretanto isso não é permanente, de tempos em tempos tais condições são redefinidas pela Câmara Sindical de Alta Costura de Paris. Em suma, não é fácil fazer parte deste distinto grupo.

FALANDO NISSO…

Dentre as 25 coleções apresentadas na Semana de Alta Costura , há sempre aquelas que se destacam pela mensagem ou originalidade; veja a seguir o TOP 3 da Semana de Alta Costura:

IRIS VAN HERPEN

Na coleção apresentada na semana passada, a designer holandesa, Iris Van Herpen expôs uma verdadeira reconstrução da silhueta humana. Com camadas de tecidos leves (organza/seda) e uma modelagem trabalhada de modo bem peculiar; faces, flores e pássaros despontavam das peças, tornando-as uma genuína escultura. Para fechar com chave de ouro, ao final do desfile as luzes do ambiente foram baixadas e enquanto as modelos caminhavam na tradicional fila de encerramento, luzes foram projetadas nos sapatos das modelos, transportando a todos para uma atmosfera futurista e surreal.

fio0377Fonte: Vogue US.

_FIO0433Fonte: Vogue US.

iris-van-herpen-featuredFonte: Mega Onemega.

VIKTOR & ROLF

Para a Semana de Alta Costura, a dupla trouxe para a passarela a coleção “Fashion Statements” (Declarações da Moda), e se com ela a intenção era “dar o que falar”, esse objetivo foi alcançado. Com vestidos mega volumosos e carregados de frases debochadas, Viktor & Rolf  criaram uma coleção que inevitavelmente convida todos os espectadores a refletir e a tirar suas próprias conclusões sobre as interações dessa geração nas mídias sociais. Ao interpretar os “looks”,  essas analogias se tornam claras; como por exemplo, o uso de frases irônicas representando os “memes”; e a modelagem exageradamente volumosa retratando os exageros do mundo virtual.

vie0008Fonte: Vogue US.

vie0321Fonte: Vogue US.

vie0254Fonte: Vogue US.

GIVENCHY

Clare Waight Keller, estilista responsável pelo vestido de noiva da Duquesa de Sussex, Meghan Markle, provou mais uma vez sua maestria, ao exibir uma coleção que mesclava peças estruturadas de alfaiataria com graciosos vestidos. Essa dualidade acrescentou um interessante aspecto híbrido aos looks; entretanto a grande surpresa foram as peças de látex, um material não tão comum em coleções de alta costura, mas que no conjunto da obra se mostrou harmônico e moderno.

ale0007Fonte: Vogue US.

ale0149Fonte: Vogue US.

ale0047Fonte: Vogue US.

MENÇÃO HONROSA

CHANEL: A cada temporada a marca francesa encanta a todos com sua espetacular cenografia. E agora não foi diferente, para o desfile da Semana de Alta Costura 2019, a marca trouxe uma vila italiana até Paris, com direito a piscina e jardim. Outro ponto alto foi a clássica noiva que encerra o desfile, vestindo um maiô “engana mamãe” e uma touca, ambos bordados com paetês.

chanelcouture2201b-0Fonte: Evening Standard UK.

04_ss_2019_hc_finale_picture_by_olivier_saillant-e1548350093247Fonte: Fashionpress IT/ Olivier Saillant

CHRISTIAN DIOR: Ainda no quesito cenografia, a estilista Maria Grazia Chiuri, merece total reconhecimento por retratar a temática circense de modo tão inovador. Não contente em trabalhar os símbolos circenses na coleção e no cenário, a estilista ainda trouxe para o desfile várias artistas performáticas que a todo momento realizaram movimentos de tirar o fôlego.

d902adc2-1e0a-11e9-9b66-f8d7b487d426_image_hires_163726Fonte: Xinhua.

VALENTINO: Ao som de Flower Duet, da ópera Lakmé, o estilista Pierpaolo Piccioli trouxe uma coleção inspirada nas flores. Havia referências a essa temática, nas estampas, bordados, na modelagem volumosa, nas camadas de babados e para completar a lista, até a “beauty” do desfile era um “desabrochar do olhar”.

49725263_551740478675016_1091581265635080710_nFonte: Instagram Maison Valentino.

Com essa seleção de obras de arte em forma de roupa, fica a questão…

Será que iremos ver alguma celebridade vestindo algumas dessas criações no Oscar?

Até mais pessoal!

Publicado por

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s